Author Archives: serginhojuca

About serginhojuca

Devoto da culinária alagoana.

Uma aventura gastronômica nas águas da Praia da Lage com o Beitolo o jangadeiro – O chef do mar
   16 de fevereiro de 2024   │     11:14  │  0

Opa, pessoal! Hoje eu vou compartilhar com vocês uma daquelas experiências que faz a gente agradecer por viver em um lugar tão mágico. Imagina só: você está no quintal de casa, mas esse quintal é nada menos que o paraíso na Terra. Estou falando de passar um dia inteirinho na praia, mergulhar em águas cristalinas e ainda por cima, participar de um passeio único nas piscinas naturais de uma das praias mais bonitas do Brasil. Sim, meus amigos, estou falando da praia da Lage, essa vizinha charmosa do Patacho, no município de Porto de Pedras, na  Rota Ecológica dos Milagres.

Dodô, chefe do mar, na praia da Lage, após uma pescaria bem sucedida: um arpão, uma cioba, e dois robalinhos.

Beitolo , chef do mar, na praia da Lage, após uma pescaria bem sucedida: uma cioba, e dois robalinhos.

A Jornada com Beitolo , o chef do mar

Mas o que torna essa aventura ainda mais especial é o passeio de jangada com o Beitolo , o verdadeiro chef do mar. O Beitolo não só nos leva para um passeio nas águas azul-turquesa, mas ele transforma essa experiência em um banquete gastronômico inesquecível, da pesca ao prato, num verdadeiro espetáculo de sabores e técnicas. Desde a captura dos frutos do mar, passando pela preparação, até o momento sublime de degustar um almoço de alto padrão às margens do paraíso, tudo isso com música ao vivo feita por ele com seu repente.

O banquete do mar:

Falando em sabores, preparem-se para uma explosão gastronômica. Lagostas e peixes assados em folhas de bananeiras, servidos à beira-mar, são apenas o começo. Dodô nos leva a explorar piscinas naturais. Além disso, é bem emocionante fazer parte de toda a experiência. Ele vai com a gente no barco, pega o peixe de arpão e  prepara um ceviche fresquíssimo.

Ceviche fresquíssimo do Dodô, servido na palha de coqueiro, na praia da Lage.

Ceviche fresquíssimo do Dodô, servido na palha de coqueiro, na praia da Lage.

 

O peixe varia, pode ser robalinho ou cioba , como em sua pescaria bem sucedida da última vez que participei dessa experiência incrível.

 

 

 

 

Beitolo  é um verdadeiro maestro quando se trata de preparar as lagostas na brasa, acompanhadas por bananas da terra. Ele domina a arte de transformar ingredientes simples em uma experiência gastronômica memorável, realizando cada etapa do processo bem diante dos nossos olhos. Desde a pesca até a limpeza, ele grelha as lagostas com maestria, harmonizando-as com acompanhamentos meticulosamente escolhidos que realçam os sabores do mar.

Lagostas na brasa, acompanhadas por suntuosas bananas da terra.

Lagostas na brasa, acompanhadas por suculentas bananas da terra.

O segredo do seu sucesso reside no tempero excepcional que ele utiliza. Beitolo combina pimenta de cheiro, cheiro verde, azeite de oliva, suco de limão fresco e cebola roxa com uma habilidade que só pode ser descrita como arte culinária. Este molho especial é então generosamente aplicado às lagostas, que são assadas na grelha até atingirem a perfeição. Mas a magia não para por aí: as bananas da terra, escolhidas a dedo por sua maturidade e tamanho, são grelhadas ainda com casca, que se torna quase preta, sinal de seu ápice de doçura. No momento certo, Beitolo abre as bananas com cuidado, cortando-as em fatias finas para servir como o complemento ideal para a lagosta, criando um contraste de sabores e texturas que é simplesmente divino.

Cada prato que Beitolo apresenta é uma celebração da cozinha local, um tributo à abundância do mar e da terra, preparado com um carinho e uma autenticidade que tornam cada mordida inesquecível.

Arte e sustentabilidade:

E as surpresas não param por aí. Além de mestre culinário, Beitolo é um artista do repente e um artesão habilidoso, criando pratos de palha na hora para servir os pratos e até bolsas para as mulheres a bordo, mostrando que é possível unir turismo, gastronomia, arte e sustentabilidade em uma experiência única.

Essa jornada com o Beitolo na praia da Lage é mais do que um simples passeio; é uma celebração da vida, da natureza e da cultura local. É um lembrete de como sou afortunado por ter esse paraíso tão acessível e de poder compartilhar com vocês essa paixão pela região da rota Ecologica dos Milagres. Se vocês estão buscando uma experiência que alimenta a alma tanto quanto o corpo, essa aventura gastronômica  é imperdível. Até a próxima aventura, pessoal! @beitolo_jangadeiro

Tags:, , , ,

Lua Cheia: Uma Jornada de Sabores e Histórias na Garça Torta
   30 de janeiro de 2024   │     4:59  │  0

Opa, pessoal! Hoje vou levar vocês numa viagem gastronômica até o restaurante Lua Cheia. Há 36 anos, esse tesouro escondido na praia de Garça Torta tem encantado paladares, incluindo o meu. E o que me atrai para lá não é só a busca por novos sabores, mas a certeza de reencontrar aqueles gostos que meu paladar anseia.

Restaurante Lua Cheia, na Garça Torta.

Restaurante Lua Cheia, na Garça Torta.

 

O Lua Cheia é conhecido pelo seu toque clássico francês, especialmente nos molhos e na essência de seus pratos. Hoje, sob o comando de Sheylla da Costa de Mello, o restaurante mantém sua tradição e qualidade. Tudo começou com Lúcia da Costa, mãe de Sheylla, que fundou o Lua como uma simples barraca na praia da Garça. Com o tempo, e após conhecer e se casar com Thierry, que trouxe todo a seu expertise da culinária francesa, o Lua Cheia se transformou em um restaurante referência em comida boa, em Maceió.

Na cozinha, quem dá o tom é Claudilene Ferreira, mais conhecida como Vera, como gosta de ser chamada. Ela é quem comanda as panelas e mantém acesa a chama da tradição e da inovação no Lua Cheia. Ela está lá desde os tempos do Thierry.

Delícias Gastronômicas no Lua Cheia

Agora, vamos falar sobre os pratos que tive o prazer de saborear no Lua Cheia. A experiência começa com uma salada incrivelmente fresca, repleta de tomate, beterraba, alface, cenoura e repolho, acompanhada por uma maionesezinha deliciosa. E claro, a cestinha de pãezinhos franceses quentinhos, um sucesso consagrado em Maceió, que complementou perfeitamente a entrada.

Mas o destaque da noite foi a lagosta a provençal  – uma lagosta no creme de leite com páprica, fresquíssima, capturada ali na Garça Torta. A dica de ouro é aproveitar o molhinho, colocá-lo no pãozinho e saborear até a última gota. Acreditem, o sabor é inesquecível.

Lagosta ao alho, provençal e açafrão do Restaurante Lua Cheia.

Lagosta provençal do Restaurante Lua Cheia.

Além da lagosta, o Lua Cheia oferece uma variedade de frutos do mar, como filé de dourado, camarão e polvo. As opções de risoto, como o de camarão, polvo e lagosta, também estão no cardápio.

Como prato principal, optei pelo Magret poivret vert. Este peito de pato com molho escuro e pimenta verde é um clássico da culinária francesa, servido com um purê de batata de dar água na boca, preparado em formatos variados, que deram uma apresentação especial ao prato – outra marca registrada do Lua Cheia.

Magret com funghi e poivret vert do Lua Cheia Restaurante.

Magret poivret vert do Lua Cheia Restaurante.

Dessa vez, pulei a sobremesa, já que estava bastante satisfeito. Mas vale mencionar o petit gateau e o gelato perfeito do Lua. O petit gateau é assado na hora, servido quentinho e delicioso, enquanto o gelato perfeito é uma espécie de torrone com calda de frutas vermelhas e crocante de amêndoas e castanhas, lembrando um gelato ou torrone autêntico. Essas delícias ficam para a minha próxima visita!

O Charme e a História do Lua Cheia

O restaurante Lua Cheia é um verdadeiro legado das tradições que marcaram o bairro da Garça Torta. Esse cantinho especial, conhecido pela sua rua de barro, pescarias e tradições locais, passou por transformações com o crescimento urbano, mas nunca perdeu sua essência.

A Garça Torta, hoje, mesmo com ruas asfaltadas e um fluxo maior de visitantes, continua sendo um refúgio para quem busca tranquilidade e o aconchego do nosso paraíso das águas. O Lua Cheia, ou apenas “Lua” para nós que temos um carinho especial pelo lugar, mantém seu charme bucólico e rústico, com um toque de mistério romântico. Ao chegar, a peculiaridade da porta fechada nos convida a tocar o sininho para sermos recebidos, adicionando esse toque de romantismo à experiência.

As mesas algumas com vista para o mar, o vento fresco e a brisa salgada se misturam ao aroma da comida à moda francesa, criando uma atmosfera única e acolhedora.

Uma das coisas mais incríveis que a Sheylla compartilhou comigo é a memória afetiva que o Lua proporciona aos seus visitantes. Há histórias de clientes que frequentam o lugar desde a infância e agora trazem seus filhos, casais que se conheceram, noivaram e casaram lá, e até aqueles que, ao revisitarem após anos, se emocionam ao lembrar de momentos especiais como luas de mel. É incrível ver como o Lua se tornou parte da história de tantas pessoas, incluindo a minha ao reviver esses sabores dos meus pratos favoritos.

Além da culinária, o Lua também é um entusiasta da arte, cultura, simplicidade e tradição, refletindo esses valores em cada detalhe do restaurante.

E para quem quer vivenciar essa experiência gastronômica e histórica, o Lua Cheia está localizado na Rua São Pedro, na Garça Torta. O restaurante abre suas portas de quarta a domingo. Nas quartas, quintas e sextas, o jantar começa às 18h e vai até às 23:30h. Já aos sábados, estão abertos para almoço e jantar das 12h às 23:30h, sem interrupção, e aos domingos, o horário é das 12h às 17h, perfeito para quem está retornando das praias do litoral norte e de Milagres.

Horários de funcionamento do restaurante Lua Cheia.

Horários de funcionamento do restaurante Lua Cheia.

É uma oportunidade única para desfrutar de uma culinária refinada, em um ambiente que respira história e tradicionalismo, tudo isso enquanto se desfruta da bela paisagem da Garça Torta. Espero que vocês também possam criar suas próprias memórias no Lua Cheia, assim como eu criei as minhas. Até a próxima aventura culinária, pessoal!

Tags:, , , , , , , , , ,

Timo Pizza e Vinho: Um Pedaço da Itália em Maceió Sob a Expertise do Chef Mario Mello
   18 de janeiro de 2024   │     16:40  │  0

Sabores Autênticos na Timo Pizza e Vinho

Opa, pessoal! Hoje vou falar sobre a Timo Pizza e Vinho. Uma pizzaria napolitana, que vai além das pizzas e te pega de surpresa com uma variedade de massas e uma ótima carta de vinhos  – um combo que aguça qualquer paladar.

Comandado pelo meu amigo e renomado chef Mário Mello, o lugar tem um charme especial. Para começar, fui de carpaccio clássico. E olha, ‘clássico’ não é sinônimo de ‘comum’, viu? O filé estava incrível – escolhido e preparado com um cuidado que você sente a cada mordida. A textura era macia e intensa, um verdadeiro abraço ao paladar. E para acompanhar, nada menos que uma pizza branca de queijo gorgonzola. Aqui, o segredo estava no ponto do queijo. Ele transformava a massa, que geralmente é mais seca e crocante, em algo aveludado e cremoso. Uma verdadeira delícia, super bem servida!

Carpaccio da Timo - Crudo de carne bovina com molho de mostarda agridoce, rúcula e alcaparras, finalizado com parmesão, acompanha pizza branca.

Carpaccio da Timo – Crudo de carne bovina com molho de mostarda agridoce, rúcula e alcaparras, finalizado com parmesão, acompanha pizza branca.

Tive que me controlar para não exagerar logo de cara, afinal, sabia que aquilo era só o começo da minha jornada gastronômica na Timo.

As Entradinhas e a Pizza Napolitana da Vez 

Provei também as  entradinhas, uma Bruschetta de tomate e queijo, seguida de uma suave e deliciosa burrata acompanhada de tomates cerejas. Sabor e apresentação – um verdadeiro deleite para os olhos e para o paladar.

Trio de Bruschettas da Timo - Três bruschetas de tomates frescos finalizadas com granna padano.

Trio de Bruschettas da Timo – Três bruschetas de tomates frescos finalizadas com granna padano.

Burrata da Timo: Burrata com tomates confitados com raspas de limão siciliano, acompanha pão da casa.

Burrata da Timo: Burrata com tomates confitados com raspas de limão siciliano, acompanha pão da casa.

Agora, vamos falar de pizza, a alma da Timo! Escolhi a clássica calabresa e sempre perfeita margherita. E, pessoal, confesso que amo as bordas levemente queimadas. Essas pizzas são uma viagem direta para a Itália, oferecendo aquele prazer prolongado em cada mordida. A massa, um capítulo à parte, é feita com a famosa farinha tipo 00 e passa por um cuidadoso processo de fermentação, levando até 24 horas para atingir a perfeição. É como um bom vinho envelhecendo em barris de carvalho, a massa se desenvolve e aprimora seus sabores com o tempo, né?

Pizza metade calabresa, metade marguerita da Timo - Marguerita: Molho de tomate mussarela de bufála, finalizada com basílico e parmigiano reggiano. Calabresa: Molho de tomate, mussarela artesanal, calabresa, cebola roxa e orégano.

Pizza metade calabresa, metade marguerita da Timo – Marguerita: Molho de tomate mussarela de bufála, finalizada com basílico e parmigiano reggiano. Calabresa: Molho de tomate, mussarela artesanal, calabresa, cebola roxa e orégano.

E o que dizer das coberturas? A margherita, com seu molho de tomate, mussarela de búfala, basílico e parmegiano reggiano, é uma combinação de sabores clássicos que se fundem e derretem na boca. Fiquei curioso para experimentar a Dolce Pistacho, uma pizza doce de pistache com chocolate gold, creme de pistache ruca e pistache. Uma verdadeira tentação que me deixou salivando, mas que ficará para a próxima visita.

Uma verdadeira viagem para a Itália – o molho de tomate é San Marzano!.

Tomate San Marzano. Da Itália direto para Timo.

Tomate San Marzano. Da Itália direto para Timo.

Mas pessoal, o que realmente faz a diferença aqui é o molho de tomate. E não é qualquer tomate, é o San Marzano, direto de San Marzano sul Sarno, perto de Nápoles, na Itália, para a cozinha da Timo. Esse tomate tem um sabor rico e equilibrado, menos ácido e mais doce que outras variedades. Sua textura é firme e carnuda, com menos sementes e menos água, tornando-o perfeito para molhos. Na Timo, o molho de tomate San Marzano é usado sem a necessidade de muitos ingredientes adicionais, alcançando um ponto ideal que realça o sabor da pizza e harmoniza perfeitamente com os outros ingredientes.

E tem mais, pessoal: o tomate San Marzano é protegido pela Denominação de Origem Protegida (DOP) da legislação europeia. Isso quer dizer que só os tomates cultivados em uma área específica da Campânia, na Itália, podem ser chamados de ‘San Marzano’. Esse cuidado e atenção aos detalhes é o que faz cada pizza na Timo ser uma experiência gastronômica autêntica e inesquecível.

O Filé em Crosta foi o escolhido!

Escolhi de principal o filé em crosta, um tornedor de filé em crosta ao molho demi-glace. Geralmente, esse prato vem com Nhoque Alfredo, mas, desta vez, optei por substituir a massa pelo clássico fettuccine. 

Filé em crosta da Timo: Tornedor de filé em crosta ao molho demi glace, servido com fettuccine.

Filé em crosta da Timo: Tornedor de filé em crosta ao molho demi glace, servido com fettuccine.

 

 

 

 

 

 

A boa e indispensável sobremesa: Fui de Tiramisu!

Dessa vez não resisti ao clássico Tiramisu. Esse pavê italiano é um sonho feito de camadas de biscoitos champagne embebidos em café, intercalados com creme de mascarpone e finalizados com cacau em pó. A combinação do café e cacau equilibra perfeitamente o doce dos biscoitos e do creme, criando uma sobremesa equilibrada e deliciosa.

Tiramissu da Timo - Clássico pavê italiano, montado em camadas de biscoitos champagne, molhadosem café e creme de mascarpone, finalizado com cacau em pó.

Tiramissu da Timo – Clássico pavê italiano, montado em camadas de biscoitos champagne, molhadosem café e creme de mascarpone, finalizado com cacau em pó.

A paixão e a boemia do ambiente 

A experiência toda na Timo foi sensacional. O ambiente é um capítulo à parte: as paredes são decoradas com telas de arte e fotografias que transportam a gente diretamente para a Itália. Mesmo quem nunca visitou o país, se sente lá, saboreando a paixão e a boemia que transbordam em cada ruela italiana. O verde das plantas, a decoração em madeira, tudo contribui para criar um ambiente rústico e acolhedor.

A Timo Pizza e Vinho se tornou um verdadeiro ponto de encontro para os amantes da boa comida e do bom vinho em Maceió. E, depois de uma refeição dessas, nada melhor do que prolongar a estadia, degustando um bom vinho e batendo papo sobre as maravilhas da vida. Esses momentos têm o poder de nos transportar para um estado de relaxamento e contentamento que eu valorizo demais. A  receptividade e alegria da equipe também fez toda a diferença no ambiente!

Receptividade e alegria da equipe da Timo.

Receptividade e alegria da equipe da Timo.

 

Mario Mello: O Maestro Por Trás da Timo Pizza e Vinho

Para finalizar nossa imersão na Timo, preciso falar sobre Mario Mello, o chef que trouxe esse pedacinho da Itália para Maceió. Vindo de uma família com raízes profundas na culinária, Mario não é só o nome por trás da Timo, mas também da San Gennaro Pizza e de projetos como a Vinícola Serra da Mão e Mello Vinícola. Ele é irmão do Juan da Ruca Confeitaria, e de Solange, do Guaruva, formando uma verdadeira linhagem de talentos gastronômicos.

O chef Marinho e sua esposa Karol Oberg. Prazer imenso estar com vocês.

O chef Marinho e sua esposa Karol Oberg. Prazer imenso estar com vocês.

Mario Mello é um chef de vasto repertório e apaixonado por vinhos. Sua jornada, que inclui experiências em diferentes regiões do Brasil e até na Nova Zelândia, enriqueceu imensamente sua bagagem gastronômica. Ele se destacou na cena culinária ao se aprofundar em cursos com grandes nomes, como o renomado chef francês Laurant Sauadeau, e ao realizar pós-graduação de cozinha autoral na PUC-RS. Além disso, Mario tem se dedicado ao estudo de viticultura e enologia, ampliando seu conhecimento sobre o universo dos vinhos.

Adega de vinhos da Timo.

Adega de vinhos da Timo.

Entre suas experiências mais marcantes, está o período que passou no DOM e no DALVA E DITO, em São Paulo, sob a orientação do chef Alex Atala. Essas vivências moldaram Mario Mello em um chef de mão cheia, capaz de trazer uma experiência única e autêntica em cada prato que prepara.

Localização e horários para você não deixar de ir! 

Ambiente acolhedor na parte interna da Timo.

Ambiente acolhedor na parte interna da Timo.

A Timo fica localizada na Rua Maria Esther Gomes de Barros, 96, em Jatiúca, a pizzaria funciona todos os dias, das 18h às 23h, estendendo até a meia-noite às sextas e sábados, e fechando apenas às terças-feiras. E se você estiver na praia do Francês, em Marechal Deodoro, não perca a chance de visitar a unidade da Timo por lá também.

Tags:, , , , , , , , , ,

Uma experiência única no Restaurante SuR na Rota Ecologica de Milagres!
   9 de janeiro de 2024   │     9:13  │  0

Opa, pessoal! Hoje, quero levar vocês numa experiência gastronômica única no Sur, meu refúgio de inovação e sabor na rota Ecologica de Milagres. O Sur, que começou em Maceió com um clima mais sofisticado, ganhou uma nova vida em Milagres, despertando uma liberdade criativa incrível em mim. Hoje, compartilharei a experiência de degustação no Sur, onde sou tanto o anfitrião quanto o cliente, acompanhado de amigos, e cada prato foi uma celebração. Fiquem até o final, porque revelarei as curiosidades e histórias por trás da criação dos pratos.

Bem vindos ao Sur!

A Degustação Começa com a Pipoquinha Clássica!

A nossa jornada gastronômica começa com a pipoquinha clássica, uma tradição que nos acompanha desde os tempos do Sur em Maceió. Todo mundo que chega a um restaurante, especialmente quando está com aquela fome, fica naturalmente ansioso para começar a comer, não é mesmo? Normalmente, a gente pede logo uma entradinha, como um carpaccio ou um couvert, para ir matando a fome. Mas aqui no Sur, decidimos quebrar um pouco essa tradição. Sabe como? Oferecendo de mimo de a nossa clássica pipoquinha que faz o maior sucesso.

Pipoquinha clássica de entrada com manteiga de garrafa, flor de sal e azeite verde.

Pipoquinha clássica de entrada com manteiga de garrafa, flor de sal e azeite verde.

A ideia por trás da pipoquinha é simples: enquanto os clientes saboreiam essa delícia e tomam um drink, a ansiedade da espera pelo prato principal vai diminuindo. Assim, eles podem relaxar e escolher seus pratos com mais tranquilidade e prazer.

E, falando em trazer um gostinho de Alagoas para a mesa, em vez da tradicional manteiga, usamos a manteiga de garrafa, que tem um sabor que remete diretamente às nossas raízes nordestinas. Adicionamos também umas raspinhas de limão, que traz aquele toque cítrico ao paladar, perfeito para abrir o apetite e estimular a produção de saliva. E claro, para finalizar, usamos flor de sal, um sal especial que utilizamos sempre no Sur.

Beiju de Milagres!

Em seguida, vem o Beiju de Milagres, uma criação que combina goma de tapioca bem crocante, emulsão de gorgonzola, tomate grelhado, geleia de abacaxi e bacon. A harmonia do doce com o salgado prepara os paladares para mais surpresas.

 Beiju de Milagres com emulsão de gorgonzola, tomate grelhado, geleia de abacaxi e bacon.

Beiju de Milagres com emulsão de gorgonzola, tomate grelhado, geleia de abacaxi e bacon.

 

Rosbife de Filé do Sol!

Aqui no Brasil, nós temos uma queda por carpaccio, não é mesmo? Inspirado nessa paixão nacional, desenvolvi o Rosbife de Filé do Sol. O processo começa com um filé artesanalmente salgado por mim, que depois é grelhado cuidadosamente. O objetivo é conseguir aquele ponto perfeito:  tostado por fora, mantendo o interior cru, com um delicioso gostinho de fumaça.

Roastbeef de Filé do Sol do Sur.

Roastbeef de Filé do Sol do Sur.

 

Uma vez grelhado, o filé é fatiado bem fininho e servido acompanhado de cebola roxa caramelizada com mel de engenho e chips de batata doce – uma combinação que é leve, refrescante e perfeita para aguçar o paladar. Essa entrada é a representação da nossa rica culinária regional inspirado na carne de sol acebolada com macaxeira: a carne de sol artesanal de filé, a cebola roxa, tão característica de Alagoas, e o toque doce do mel de engenho, tudo combinado de forma harmoniosa.

O Prensadinho de Carne de Sol!

Vamos falar agora sobre o Prensadinho de Carne de Sol, um prato com uma história bem interessante. Sabe, há uns dois anos, o Katsu-sando, um sanduíche japonês que leva pão de forma torrado e recheio de porco, estava super na moda pelo mundo. Inspirado nessa tendência, decidi criar a minha própria versão alagoana dessa delícia.

O Prensadinho de Carne de Sol do Sur.

O Prensadinho de Carne de Sol do Sur.

A minha interpretação do Katsu-sando se transformou no Prensadinho de Carne de Sol. Para isso, escolhi a carne de sol na nata, um prato super tradicional do sertão alagoano. Coloquei essa carne suculenta e saborosa entre fatias de pão de forma, criando um sanduíche bem autêntico. E para dar aquele toque final que só o Sur tem, finalizei com um toque de mel de engenho trufado. Esse contraste de sabores do sertão fez do Prensadinho um sucesso instantâneo e um dos favoritos do nosso cardápio.

Tapioquinha de Siri com Tintas Comestíveis – Uma obra comestível! 

A famosa Tapioquinha de Siri, uma verdadeira obra comestível no cardápio do Sur, esse prato é uma das minhas inovações culinárias que mais me orgulham, e até levei ela para o programa Mestre do Sabor e uma tatuagem. A união da tapioca com o filé de siri cria uma explosão de sabores que é simplesmente irresistível.

Tapiocas de Siri com Tintas Comestíveis - A primeira obra de arte comestível de Delson Uchôa

Tapiocas de Siri com Tintas Comestíveis – A primeira obra de arte comestível de Delson Uchôa

A história dessa tapioquinha é especial para mim. Ela foi criada há cerca de 10 anos, especialmente para o aniversário de Delson Uchôa, um renomado artista plástico de Alagoas, que sou muito fã. Na época, a tapioquinha era de bacalhau, e eu estava buscando uma forma única de apresentá-la. Foi aí que tive a ideia de representar os ‘amigos do bacalhau’ – azeitonas, pimentões, alho e azeite – em formas de tintas comestíveis. Comprei pincéis e pedi para o Delson transformar o prato em uma tela de arte. O resultado? Uma obra de arte comestível de Delson Uchôa, com o nome ‘Sur’ escrito em cima da tapioca, uma verdadeira beleza.

Hoje, já em Milagres, a tapioquinha evoluiu para ser de siri, refletindo nossa conexão com os produtos locais. A apresentação com tintas comestíveis segue sendo uma homenagem à criatividade do Delson, tornando cada tapioquinha uma experiência única tanto para os olhos quanto para o paladar.

Camarão Crocante, todo mundo ama! 

Camarão Crocante à moda ‘Romeu e Julieta’. Este prato é a representação perfeita da criatividade que flui no Sur. Com uma emulsão de queijo do reino e uma geleia de goiabada picante, ele traz uma combinação clássica no mundo doce e  inusitada e deliciosa no salgado. O doce da goiabada levemente picante se entrelaça com o salgado do queijo e o crocante do camarão, criando uma experiência gastronômica que aguça os sentidos e cativa o paladar. Quem não ama ?

Camarão Crocante: Uma Fusão de Sabores Únicos.

Camarão Crocante: Uma Fusão de Sabores Únicos.

A Hora do Prato Principal: Polvo Glaciado!

Polvo Glaciado do SuR.

Polvo Glaciado do SuR.

Após saborearmos as entradas, chegou o momento do prato principal: o Polvo Glaciado, um dos queridinhos do Sur. Hoje em dia, comer o polvo inteiro virou tendência, mas lembro que antigamente, era mais comum encontrar o polvo em pratos como vinagrete ou arroz de polvo, sempre cortado em pedaços pequenos. No Sur, decidimos celebrar a beleza e o sabor do polvo em sua forma inteira.

O polvo no Sur recebé um glaciado de tarê, um molho oriental que faço com rapadura e gengibre. Esse glaciado confere ao polvo um brilho e uma camada de sabor adicional. Para acompanhar, preparo um arroz de açafrão e bacon, uma combinação que segue a tendência atual do Surf n´Turf, misturando frutos do mar com bacon, tornando um arroz molhadinho e rico em sabor que complementa perfeitamente o polvo.

E para finalizar, o prato é servido com alioli, uma emulsão suave de alho que adiciona uma cremosidade, junto com uma farofinha crocante para contrastar. Essa mistura de texturas e sabores faz do Polvo Glaciado uma experiência gastronômica completa, uma verdadeira celebração dos sentidos e um dos mais pedidos.

Sobremesa: Prestígio – Uma lembrança de infância

Para a sobremesa, tinha que ter a nossa especial cocada, não é mesmo? Em Milagres, é comum encontrar a cocada de forno sendo servida de diversas maneiras, e aqui no Sur, não poderíamos deixar de honrar essa tradição. Alagoas é um paraíso repleto de coqueiros, e Milagres se destaca por essa riqueza natural. Então, fazer um doce que celebra o coco era mais do que apropriado.

Sobremesa Prestígio: Cocada de chocolate, acompanhada de sorvete de chocolate e finalizada com raspas de coco fresco por cima.

Sobremesa Prestígio: Cocada de chocolate, acompanhada de sorvete de chocolate e finalizada com raspas de coco fresco por cima.

Pensando em trazer algo único para a mesa, decidi buscar inspiração nas memórias da minha infância, especialmente no chocolate ‘Prestígio’, que sempre foi um dos meus favoritos. Esse chocolate combina de forma perfeita o sabor do coco com o do chocolate. Foi com essa lembrança em mente que criei a sobremesa ‘Prestígio’ do Sur. Ela é composta por uma deliciosa cocada de chocolate, acompanhada de sorvete de chocolate e finalizada com raspas de coco fresco por cima.

Essa sobremesa não é apenas um deleite para o paladar, mas também uma homenagem à natureza exuberante de Milagres e ao sabor tradicional da cocada, com um toque de inovação e nostalgia.

Os Drinks para Completar a Experiência 

Para finalizar nossa noite no Sur com chave de ouro, nada melhor do que brindar com alguns drinks especiais da casa. Cada coquetel foi cuidadosamente elaborado para complementar a riqueza dos sabores que tínhamos experimentado ao longo da noite.

Começamos com o ‘Melancia Vibez’, um drink vibrante e refrescante que é a cara de Milagres. Ele é feito com melancia, morango, xarope de gengibre, água de coco, suco de limão e cachaça – uma mistura que equilibra a doçura da melancia e o morango com o toque picante do gengibre, a acidez do limão e o sabor autêntico da cachaça. É uma bebida que traz a essência de Alagoas em cada gole.

Em seguida, experimentamos a caipirosa de siriguela e caju com limão,. A siriguela, fruta típica da nossa região, junto com o caju, cria uma experiência de sabor única, refletindo a riqueza natural de Alagoas.

Além desses coquetéis, nosso cardápio oferece uma variedade de gins, incluindo o gin de manjericão, uma opção que traz um toque herbáceo e refrescante, perfeito para os dias de sol em Milagres. E para os amantes de vinhos e espumantes, temos uma seleção cuidadosa que harmoniza perfeitamente com os pratos do Sur.

Uma Nova Era em Milagres com o Sur

O cardápio está atualmente disponível no Sur, mas a inovação nunca para. Já estamos planejando novas criações para janeiro, continuamente trazendo novidades para surpreender nossos clientes. Nesse dia especial com meus amigos, optamos por não servir o bobó de camarão – afinal, já havia muita comida! Mas, falando em bobó, um dos pratos mais deliciosos aqui é o nosso bobó de camarão com texturas de abóbora. Ao invés da tradicional macaxeira, usamos abóbora para dar leveza ao prato. Combinamos isso com vinagrete de abóbora crua, abóbora queimada e arroz de abóbora, acompanhados de camarão grelhado e coquinho fresco ralado por cima – uma fusão de sabores e texturas que só o Sur pode oferecer.

Bobó de Camarão do Sur.

Bobó de Camarão do Sur.

A experiência no Sur Milagres começou em 26 de dezembro de 2019, logo após nossa chegada à Rota. Milagres é um local de pura tranquilidade, onde a vibração praiana e o verde abundante criam um ambiente perfeito para relaxar. Após um dia inteiro desfrutando da beleza de Milagres, os clientes encontram no Sur um lugar para continuar essa experiência de paz e contato com a natureza. Com mesas dispostas na areia e outras na parte superior do restaurante, oferecemos diferentes perspectivas para desfrutar tanto da nossa culinária quanto da vista deslumbrante.

Vibe praiana do Sur com mesas do lado de fora. Literalmente imerso na natureza.

Vibe praiana do Sur com mesas do lado de fora. Literalmente imerso na natureza.

No Sur, cada visita é uma viagem culinária, um momento para relaxar, desfrutar e se encantar com os sabores que preparamos com tanto carinho. Estamos sempre prontos para recebê-los e compartilhar a beleza e os sabores de Milagres através dos nossos pratos.

 

Tags:, , , , ,

Manhãs e Tardes na Grano Padaria: Uma Experiência Gastronômica com Serginho Jucá
   23 de dezembro de 2023   │     17:40  │  0

Opa, pessoal! Hoje vou contar pra vocês sobre minhas visitas na Grano Padaria, um lugar que já virou parte da minha rotina, seja no café da manhã ou no almoço.

Toast de carbonara com cremezinho de queijo parmesão, ovinho com gema mole e bacon, da Grano Padaria.

Toast de carbonara com cremezinho de queijo parmesão, ovinho com gema mole e bacon, da Grano Padaria.

Café da Manhã dos Campeões

Eu adoro começar o dia com um bom café da manhã, e na Grano, isso é levado a sério. Com aquele cheirinho de manteiga, pão na chapa e café quentinho, é impossível resistir! Entre meus favoritos está o toast de carbonara com cremezinho de queijo parmesão, ovinho com gema mole e bacon. Já provaram o pão de crosta de queijo? Uma delícia! E para quem prefere algo mais leve, tem o toast de abacate. Ele é mais leve, mas super nutritivo. O pão é selado na chapa com manteiga e finalizado no forno. Coberto por uma camada de creme de abacate, ovos mexidos, gergelim preto e brotos.  Também tem a saladinha de frutas amarelas é uma ótima pedida. Tangerina, melão, maracujá… uma explosão de sabores.

Toast de abacate da Grano Padaria.

Toast de abacate da Grano Padaria.

Toast de presente de parma com frutas vermelhas da Grano.

Toast de presente de parma com frutas vermelhas da Grano.

Almoço Executivo: Precinho, sabor e sofisticação

Quando o assunto é almoço, a Grano também é uma ótima opção. O menu executivo, das 11:30h às 16h, por R$ 59,90, é uma verdadeira maravilha. Com opções de carne e frutos do mar, agrada a todos os paladares. Uma das vezes que estive lá, me deliciei com o Camarão Internacional, com arroz cremoso e ervilhas frescas. E não posso esquecer do filé ao molho de mix de cogumelos com linguini ao bechamel. Para fechar com chave de ouro, um brigadeiro de doce de leite com banana gratinada. Ah, e sempre tem opções fit, para quem busca algo mais levinho.

Almoço executivo da Grano: Camarão Internacional, com arroz cremoso e ervilhas frescas e filé ao molho de mix de cogumelos com linguini ao bechamel.

Almoço executivo da Grano: Camarão Internacional, com arroz cremoso e ervilhas frescas e filé ao molho de mix de cogumelos com linguini ao bechamel.

 

 

 

Sobremesa do almoço executivo da Grano: Brigadeiro de doce de leite com banana gratinada.

Sobremesa do almoço executivo da Grano: Brigadeiro de doce de leite com banana gratinada.

A Padaria: Um Mundo de Aromas e Sabores

Depois do almoço, vale a pena dar uma passadinha na padaria  na lojinha da Grano. Com uma variedade de pães artesanais com fermentação natural. As opções são inúmeras. Tem bisnaga de legumes, brioche de doce de leite, baguetes recheadas, pão francês, além da linha Grano Natura, com pães livres de glúten. É um lugar que faz você querer levar um pouco de tudo para casa. E na lojinha, encontramos produtos diferenciados, como doces, geleias, queijos e azeites trufados, perfeitos para dar aquele toque especial nas suas receitas.

Variedade de pães artesanais com fermentação natural da Grano Padaria.

Variedade de pães artesanais com fermentação natural da Grano Padaria.

 

 

Localização e Atmosfera

Localizada na Rua Valdo Omena, 101, Ponta Verde, a Grano oferece um ambiente climatizado e acolhedor, ideal para escapar da correria e desfrutar de momentos relaxantes. E com um horário de funcionamento de segunda a sábado, das 7h às 21h, e domingo, das 8h às 14h, sempre tem um bom momento para dar uma passadinha por lá.

Aquela fugidinha da correria do dia a dia para relaxar e comer bem na Grano Padaria.

Aquela fugidinha da correria do dia a dia para relaxar e comer bem na Grano Padaria.

Francisco Pudney: O Chef que Faz a Diferença

Sob o comando do chef Francisco Pudney, cada prato servido tem muito carinho. E, claro, é um ótimo espaço para reunir amigos e família para um bom bate-papo.

Ceia de Natal com Serginho Jucá: Pato com Figos para Encantar
   18 de dezembro de 2023   │     10:27  │  0

Opa, pessoal! Mais um Natal juntos, e é claro que eu não poderia deixar de participar da ceia de vocês. Hoje, trago uma receita que vai adicionar aquela pitada de sofisticação e criatividade ao seu jantar. Vamos lá? Vou ensinar vocês a preparar um delicioso Pato com Figos.

Pato com Figos do Serginho.

Pato com Figos do Serginho.

A História Por Trás da Receita

O Pato com Figos é uma combinação clássica, perfeita para a ceia natalina. Essa escolha tem um gostinho especial pra mim, remetendo às minhas lembranças da Europa, especialmente os tempos em que morei em Barcelona. Pato sempre foi uma das minhas carnes preferidas. Ele traz uma riqueza de sabores que me transporta de volta para esses lugares incríveis.

Pato com Figos do Serginho.

Pato com Figos do Serginho.

O Método de Serginho

Na minha receita, o pato, conhecido como Magret, na nomenclatura francesa, lembra o sabor da picanha com sua deliciosa camada de gordura. Ele passa por dois processos distintos de cozimento. Primeiro, desosso cuidadosamente a ave, separando o peito das coxas e sobrecoxas. Eu recomendo grelhá-lo e servi-lo mal passado – é assim que você aproveita o melhor do pato. Já as coxas e sobrecoxas precisam de um cozimento mais longo, sendo lentamente cozidas no molho de vinho do Porto com especiarias e legumes até que a carne fique suculenta e macia.

Pato com Figos do Serginho.

Pato com Figos do Serginho.

O Segredo Está no Molho

O grande truque desta receita é usar o pato inteiro. Após desossar, utilizo os ossos e a carcaça para preparar um molho incrivelmente saboroso. Douro bem a carcaça, adicionando legumes, cebola, alho, alho-poró, canela, vinho do Porto e água. Durante o cozimento, a carcaça libera sabores intensos que enriquecem o molho, criando uma base perfeita para complementar a carne.

A Combinação Perfeita

O pato harmoniza maravilhosamente com ingredientes doces, por isso escolhi o vinho do Porto e os figos para acompanhá-lo. E, como é Natal, esses três elementos – o vinho do Porto, o pato e os figos – se unem para criar um prato sofisticado e festivo. Agora vamos para a receita!

Veja também o vídeo da minha receita de Pato Com Figos aqui!

Ingredientes:

  • 1 pato
  • Vinho do Porto
  • 3 figos
  • 3 ameixas
  • 3 pêssegos
  • 1 alho-poró
  • 3 ramos de alecrim
  • 1 canela em pau
  • 1 laranja Bahia
  • Sal e pimenta a gosto
  • 100g de manteiga

Modo de Preparo:

1. Limpeza e Preparo do Pato:

Comece limpando o pato. Separe as coxas e o peito e reserve.

2. Trabalhando a Carcaça:

Grelhe a carcaça do pato. Após dourar, adicione vinho do Porto, legumes e canela. Deixe o molho reduzir, complete com um pouco de água e deixe cozinhar.

3. Preparando o Peito de Pato (Magret):

Grelhe a pele do peito de pato, tempere com sal e pimenta e reserve.

4. Cozimento das Coxas:

Grelhe as coxas pelo lado da pele, adicione os legumes e doure bem. Vá adicionando o caldo preparado anteriormente, aos poucos, até que a carne fique macia.

5. Preparando as Frutas:

Grelhe os figos, ameixas e pêssegos na manteiga, tempere e reserve.

6. Finalização do Pato:

Volte a grelhar o peito de pato por ambos os lados, deixe repousar e fatie.

7. Montagem do Prato:

Disponha as frutas grelhadas, o peito fatiado e as coxas no prato. Adicione raspas de laranja e ramos de alecrim. Sirva com o molho coado à parte.

Agora é só servir e levar o sabor da felicidade ao redor da sua mesa de Natal. 🍽️🌟

Tags:, , , , , ,

Descobrindo a Autêntica Galinha ao Molho Pardo no Restaurante do Correia, em Ipioca.
   12 de dezembro de 2023   │     10:05  │  0

Opa, pessoal… Hoje vamos embarcar numa jornada gastronômica ao Restaurante do Correia, em Ipioca, um lugar não só conhecido pelos seus frutos do mar, mas também por um prato especial que é uma verdadeira herança cultural: a galinha ao molho pardo, ou como muitos conhecem, a galinha cabidela.

Galinha ao molho pardo, ou como muitos conhecem, a galinha cabidela.

Galinha ao molho pardo, ou como muitos conhecem, a galinha cabidela.

Fundado há cerca de 40 anos, o Restaurante do Correia se tornou um marco na região. Originalmente famoso por seus pratos de frutos do mar, o Correia tem um tesouro que me atrai sempre: a galinha ao molho pardo. Essa receita, que me remete às memórias afetivas da minha avó Laurinha, é preparada com uma técnica tradicional, onde o sangue da galinha é usado para criar um molho rico e encorpado, acompanhando a carne suculenta e tenra. O prato é um exemplo clássico da culinária brasileira, uma fusão de sabores que reflete a diversidade e a riqueza de nossa herança gastronômica.

Jandira, quem comanda a cozinha com maestria no Restaurante do Correia.

Jandira, quem comanda a cozinha com maestria no Restaurante do Correia.

Hoje, a senhora Jandira esposa do Correia , que aparece comigo na foto, é quem comanda a cozinha com maestria, continuando o legado deixado por eles. Ela, junto com seus filhos Eduardo e Lu, mantém a alma do restaurante viva, servindo pratos que encantam tanto os locais quanto os visitantes.

Restaurante do Correia, em Ipioca.

Restaurante do Correia, em Ipioca.

Durante os fins de semana e feriados, o restaurante ganha vida com seu self-service, onde por 60 reais o quilo, os clientes podem desfrutar de uma gama de opções, incluindo a cobiçada galinha ao molho pardo. Esta, em particular, vem acompanhada de um arroz soltinho, uma saladinha fresca, molho de pimenta, e a escolha entre feijão tropeiro ou caseiro.

Embora eu seja um fã incondicional da galinha ao molho pardo, muitos frequentadores são atraídos pela vasta seleção de frutos do mar. O cardápio inclui camarãozada preparada de várias formas, como ao molho de coco e a Villa Franca, além de peixada ao molho de tomate ou de coco, o clássico peixe frito, sururu e massunim. Para os que preferem outras opções, há pratos como filé de carne de sol, que também são uma verdadeira tentação.

O Correia também oferece churrasco e petiscos variados, como agulhinha, macaxeira frita, filé ou carne de sol com fritas, arrumadinho e carneiro. Os preços são bastante acessíveis, variando de caldinhos a 8 reais a petiscos que podem chegar a 45 reais.

O ambiente do Restaurante Correia convida a uma experiência que vai além do paladar, misturando a tradição culinária com a hospitalidade calorosa do povo de Ipioca. É um lugar onde cada visita se transforma em uma memória inesquecível, cheia de sabores, aromas e histórias. Espero vocês lá para uma experiência gastronômica autêntica! Até a próxima, pessoal!

Tags:, , , , ,

Descobrindo Sabores e Histórias na Pizzaria Hype com Serginho Jucá
   2 de dezembro de 2023   │     15:46  │  0

Opa, pessoal! Hoje vou contar pra vocês sobre minha recente experiência na pizzaria Hype que fui com minha filha Ísis. 

Na minha primeira visita, experimentei a pizza Surf N’ Turf, uma combinação que tá em alta de camarão, frango e bacon, e a de Pesto Chicken, uma mistura de ingredientes: frango, molho pesto, tomate, azeite e manjericão fresco. Como fui acompanhado da minha filha Isis, pedimos sabores mais clássicos, que é a sua preferência: a famosa Corn: milho com bacon e a tradicional e não menos deliciosa Marguerita Especial: tomate confitado, raspas de parmesão e manjericão fresco. Não dá para errar, né? 

Pizza meio a meio: Corn, sabor de milho e bacon e a tradicional deliciosa Marguerita Especial da Hype: tomate confitado, raspas de parmesão e manjericão fresco.

Pizza meio a meio: Corn, sabor de milho e bacon e a tradicional deliciosa Marguerita Especial da Hype: tomate confitado, raspas de parmesão e manjericão fresco.

 

O legal na Hype é a diversidade: tem sabores para todos os gostos, inclusive dois sabores que estou louco pra provar, é a de cordeiro e cebola caramelizada e a pizza de ninho com Nutella para quem é uma formiga como eu. Certeza que vou amar! 

Sweet Hype: Ninho com Nutella. A sobremesa perfeita.

Sweet Hype: Ninho com Nutella. A sobremesa perfeita.

 

O que realmente destaca a Hype não é apenas o seu cardápio com sabores especiais. O segredo está no forno de esteira utilizado. Este tipo de forno confere à base da pizza uma textura sequinha e crocante, ideal para quem, como eu, prefere comer pizza com as mãos. Além disso, a técnica de assar no forno de esteira não só garante essa crocância na parte inferior, mas também um gratinado perfeito na superfície, graças à distribuição uniforme do calor tanto na parte de baixo quanto de cima. Esse detalhe se torna um diferencial notável da Hype.

 

Falando em ambiente, ele é descolado e urbano. A fachada se destaca com um nome em neon, enquanto bicicletas presas em cadeados indicam a presença dos ciclistas que frequentam o lugar. Os balcões altos oferecem um espaço onde você pode se apoiar e saborear sua pizza do jeito que preferir, em pé e com as mãos.

 

Com uma localização privilegiada na Jatiúca, bem próxima à nossa deslumbrante orla de Maceió. As paredes, adornadas com grafites coloridos e elementos artísticos, como pizzas usando óculos escuros, criam um cenário vibrante. Esse conjunto de elementos faz com que você se sinta imerso em um ambiente convidativo, perfeito para desfrutar de uma pizza relaxando com amigos ou família.

Para completar a experiência, a Hype também organiza as “Hype Sessions”, eventos animados com bandas locais. Uma das últimas apresentações contou com a banda Rock em Dobro, que traz o espírito de eventos como o do Rock in Rio para Maceió. Além de outras atrações como a Banda Saputi e Dueto Enamorados. Essas sessões musicais enriquecem ainda mais a vivência na Hype, tornando cada visita uma experiência única e memorável.

Hype Sessions com a banda Dueto Enamorados.

Hype Sessions com a banda Dueto Enamorados.

 

Tudo isso começou com uma ideia do meu amigo Leo Cox e seus sócios, como Lucas Cedrin. Eles queriam criar um lugar não só para comer pizza, mas para compartilhar momentos, fazer novas amizades e celebrar a vida. Na Hype, cada detalhe é pensado para proporcionar uma experiência que vai além do paladar. O atendimento é top, a decoração é cheia de humor e arte!

Lembrando que a loja que fui fica no bairro da  Jatiúca, na Rua Lourenço Moreira da Silva, 157. Mas também a loja do Truckzone, que fica na Av. Dr. Antônio Gomes de Barros, 103, também na Jatiúca. Até a próxima, pessoal! 

Tags:, , , , , , , , , ,

Sabores e Paisagens: Uma Viagem Gastronômica na Pousada Estalagem Caiuia
   22 de novembro de 2023   │     14:42  │  0

Opa, pessoal! Diretamente da Pousada Estalagem Caiuia, um lugar especial que leva o nome indígena de uma planta nativa da região de Japaratinga, um verdadeiro refúgio em Alagoas. Hoje, vou compartilhar com vocês uma experiência que é uma verdadeira viagem gastronômica, recheada de sabores e paisagens de tirar o fôlego.

Vista do quarto da pousada Estalagem Caiuia.

Vista do quarto da pousada Estalagem Caiuia.

Como um apaixonado pela cozinha, eu não poderia deixar de destacar a comida desta pousada, que tem um restaurante que é, sem dúvida, o “prato principal” do lugar. E sabe o que é mais legal? O restaurante é uma extensão do famoso Divina Gula de Maceió. A cozinha aberta deixa a gente ver toda a magia acontecendo.

Além disso, cada um dos nove quartos da pousada tem seu próprio estilo e tema, como Flores, Oriental, Romântico, Boneca, Pescador, Rústico, Cavalo Marinho, Anjo, e a suíte master Estrela do Mar. Todos com vista para o mar e equipados com todas as comodidades modernas, incluindo ar-condicionado Split, TV a cabo, aquecimento solar, frigobar e Wi-Fi. Acordar aqui é abrir os olhos para o paraíso.

Todos os quartos da Pousada Estalagem Caiuia são beira mar.

Todos os quartos da Pousada Estalagem Caiuia são beira mar.

Amanhecer Gastronômico com Vista para o Mar

O dia na pousada começa com um café da manhã que é um espetáculo à parte. Escolhi, como bom nordestino, o clássico cuscuzinho com ovo. Mas não para por aí! O pão Caiuia, que é um pão de forma com uma gema mole deliciosa por dentro, me conquistou. E a coalhada caseira com mel e granola?  Além disso, opções de tapiocas, frutas regionais, sucos… um show à parte! Uma delícia que dá energia para começar o dia!

O clássico cuscuzinho com ovo no café da manhã da pousada Estalagem Caiuia.

O clássico cuscuzinho com ovo no café da manhã da pousada Estalagem Caiuia.

 

 

 

Mas o que realmente me pegou de jeito foram os pratos principais.

Peixe com Molho Laranja e Purê de Banana da Terra

Teve esse peixe com molho laranja e purê de banana da terra que é de comer rezando. Ele  que nasceu na pousada  e agora brilha no Divina Gula: o peixe com molho laranja, acompanhado de um purê de banana da terra com passas e arroz de castanha de caju. Uma combinação que é pura poesia para o paladar. O sabor doce e cítrico do molho laranja cria uma harmonia perfeita com a textura aveludada do purê de banana.

Peixe com Molho Laranja e Purê de Banana da Terra.

Peixe com Molho Laranja e Purê de Banana da Terra.

Camarão Crocante com Molho de Mostarda Djon e Mel de Engenho

Ah, o camarão crocante… ! Envoltos em uma casquinha que explode em crocância, os camarões são banhados em um molho de mostarda Dijon e mel de engenho, trazendo um toque adocicado e regional que encanta.

Camarões grelhados, banhados em um molho de mostarda Dijon e mel de engenho.

Camarões grelhados, banhados em um molho de mostarda Dijon e mel de engenho.

Camarão Caiuia: Uma Homenagem à Pousada

O camarão Caiuia é uma homenagem à própria pousada. Camarões grelhados servidos com batatas ao molho de gengibre. A leve picância do gengibre complementa de maneira incrível o sabor do camarão.

Camarão Caiuia. Grelhados servidos com batatas ao molho de gengibre.

Camarão Caiuia. Grelhados servidos com batatas ao molho de gengibre

Entre Japaratinga e Maragogi: Uma Localização Privilegiada

A localização da pousada é um capítulo à parte. Estamos a apenas 12 km de Maragogi, o que me permitiu explorar as delícias locais em jantares memoráveis. A combinação da tranquilidade de Japaratinga com a vivacidade de Maragogi é perfeita para quem quer o melhor dos dois mundos.

 

 

Despedida com Gosto de Quero Mais

Pessoal, essa foi minha jornada na Pousada Estalagem Caiuia. Uma experiência que vai além da gastronomia, tocando todos os sentidos com suas paisagens, sabores e a hospitalidade única de Alagoas. Até a próxima, e continuem ligados no blog para mais histórias e receitinhas. Tchauzinho!

Tags:, , , , , , , ,

Uma Experiência Saborosa no Restaurante do Augusto
   11 de novembro de 2023   │     16:05  │  0

Opa pessoal! Essa semana, tive a oportunidade de almoçar no Restaurante do Augusto, localizado no bairro do Poço, em Maceió. Foi uma indicação do meu amigo Rubens Viana grande apreciador de uma comida gostosa e temperada, já me deu novas dicas para ir visitar e mostrar para vcs.

 

 

Bairro do Poço em Maceió

Para aqueles que não conhecem ou ainda não tiveram a chance de explorar o bairro do Poço em Maceió, deixe-me contar um pouco sobre essa região. O bairro do Poço, em Maceió, tem raízes que remontam ao século XVIII, quando era um vasto sítio de propriedade do português Antônio Fernandes Teixeira. Hoje, é um dos principais bairros da cidade, com uma mistura encantadora de história e progresso. Suas ruas pavimentadas abrigam indústrias, comércios, escolas e postos de saúde. Eu particularmente, acho um charme a  tradição das cadeiras nas calçadas, onde os moradores se reúnem para conversar, criando aquela atmosfera de bairro familiar, sabe? 

 

Uma Verdadeira Festa para o Paladar

Agora, vamos falar sobre a estrela do dia, a comida do Restaurante do Augusto, que fica no bairro do Poço, mais precisamente  na Rua Esmeraldino Marinho Spíndola Sobrinho. 

Optamos por saborear a carne de sol com queijo coalho, uma especialidade que nunca decepciona. A carne estava suculenta e saborosa, acompanhada por arroz e feijão tropeiro, uma combinação clássica que conquista o coração de qualquer amante da culinária nordestina é muito bem servida a porção.

 

Além disso, quem me  conhece sabe que não posso ver um pirão no cardápio e já quero provar, decidi experimentar a carninha guisada com pirão, e não nos arrependemos nem um pouco. O sabor estava divino, e o pirão complementava perfeitamente o prato. Para finalizar nossa refeição com chave de ouro, escolhemos um pudinzinho, uma sobremesa irresistível  e que não tem erro, né?

 

 

 

 

Uma das coisas que mais me impressionou no Restaurante do Augusto foi a variedade do cardápio. Não importa qual seja o seu gosto, com certeza encontrará algo que satisfaça seu paladar. Desde a deliciosa picanha com fritas até opções na sanduicheria, como coração com bacon, passaporte tradicional e carne de sol desfiada com queijo coalho.

Se você é fã de um café da manhã reforçado, o restaurante também oferece diversas opções, como cuzcuz recheado, banana assada, macaxeira e muito mais. É o lugar perfeito para começar o dia com energia.

Atendimento Acolhedor

Além da comida deliciosa, outro destaque do Restaurante do Augusto é a equipe receptiva e alegre que trabalha lá. Os garçons e toda a equipe tornam a experiência ainda mais agradável, proporcionando um ambiente descontraído para comer e ficar mais um pouco, jogando conversa fora e observando a movimentação do bairro. 

Horário de Atendimento

O Restaurante do Augusto está aberto todos os dias, das 11h às 16h e das 18h à meia-noite. Isso significa que você pode desfrutar das delícias do local tanto no almoço quanto no jantar.

Em resumo, minha experiência no Restaurante do Augusto foi mais do que satisfatória. Com uma comida deliciosa, variedade de opções no cardápio e um ambiente acolhedor, é um lugar que eu recomendo para todos os amantes da boa culinária brasileira. Não deixe de visitar quando estiver no bairro do Poço em Maceió. Até a próxima!

Espero que tenha gostado do blog, e se quiser mais informações ou sugestões de lugares para visitar, é só me pedir. Mas, fica ligado por aqui, que sempre tem mais sugestões de lugares incríveis que ando explorando e descobrindo. 

Tags:, , , ,